milespointsbadgevideoexpertsunlimitedcreativeskillsformletsgoexperience

Desenvolvimento Pessoal

Aprendizagem Criativa

Atualizado em 24 de dezembro, 2018

Aprendizagem Criativa

Aprendizagem Criativa

Descubra dicas secretas que podem lhe ajudar a aprender com facilidade e ajudar o resto da sua vida acadêmica

Você já se deparou com algum assunto difícil de aprender? Acha que não leva jeito para aprender certas coisas e sofre com certas aulas? O que acha de se tornar uma daquelas pessoas que tem facilidade de aprendizado e economizar tempo de estudo? Quando eu era mais novo eu acreditava que não levaria jeito para matérias como português e geografia e que certas pessoas simplesmente haviam sido abençoadas com algum dom que eu não possuía para estudar. Não me dava bem com a forma que o professor passava o assuntos ou em certos momentos simplesmente não entrava na minha cabeça aquilo que estava sendo passado no quadro. Me lembro claramente de uma reforma que aconteceu no colégio onde a sala das aulas de geografia foi contemplada com um sistema solar de isopor que ficava pendurado do teto da sala e como uma coisa tão simples trouxe ao assunto e ao ambiente da sala uma dimensão muito mais interessante, lembro ainda de diversos momentos onde apenas discutindo com meus colegas e pedindo que os mesmos me explicassem eu finalmente entendia o que estava acontecendo em sala de aula, prática que prosseguiu até meus anos de universidade, hoje, eu posso finalmente entender onde está o “macete” e que na verdade, não existe uma forma universal para as pessoas que aprendem fácil.

Estamos acostumados a definir as pessoas entre: Aqueles que tem facilidade de aprendizagem e aqueles que tem dificuldade de aprendizagem. E por mais que se fale na inovação das salas de aula e na maneira de se transmitir conteúdo, ainda se fala muito pouco dos hábitos e formas de aprendizagem criativas que podem ser adotadas pelos alunos. Neste texto vamos trazer formas de como você pode se ajudar nos seus estudos, eu não acredito em facilidade de aprendizado, acredito em estudar da maneira certa para você e que todos podemos nos desenvolver ilimitadamente, acredite em si e invista no seu crescimento (Hiperlink para página de cursos). Neste primeiro artigo vamos tratar de formas que você pode facilitar a absorção do conteúdo.

 

  1. Auto-estudo

Na época do colégio eu fui um aluno chato, do tipo que dorme na sala, parece nunca estar prestando atenção e levava casacos e travesseiros (comprados por minha mãe) para sala de aula  no intuito de dormir. Por que isso irritava? Terminei entrando no curso que queria na universidade federal e concluí o médio em quinto lugar do ranking (meu colégio tinha um sistema de ranqueamento público dos alunos). Não existe uma forma mágica de receber o conhecimento sem estudar ou sem esforço ativo, o que aprendi desde cedo, foi a forma mais fácil de aprender as coisas e criar minhas próprias formas de resolver os problemas propostos.

Assistir aulas nunca foi a minha forma primária de aprendizado, o conteúdo de um livro bem escrito sendo reorganizado da minha maneira sempre me foi muito mais rico que atenção plena numa aula de duas horas, depois que descobri audiolivros e outras ferramentas que serão abordadas daqui a pouco a minha facilidade (e facilidade) só aumentou, a primeira pergunta a se fazer na sua jornada de aprendizado ao encontrar com uma dificuldade é: “eu estou estudando isso direito?” Existem múltiplos tipos de inteligência e diferentes formas de seu cérebro absorver conteúdo. Talvez você tenha maior facilidade com mecanismos visuais como mapas mentais e resumos desenhados, talvez você tenha mais facilidade com aprendizado auditivo e seja útil gravar o áudio das aulas ou simplesmente prestar atenção redobrada na aula e tirar xerox da cópia de algum colega em vez de perder sua atenção anotando. Se dedicando a formas que lhe sejam mais fáceis de absorver vai economizar seu tempo de estudo, e pode transformar tempo ocioso como aquele período preso no trânsito em tempo de aprendizado.

  1. Ferramentas Auditivas

Talvez você seja uma pessoa que tenha mais facilidade em guardar informações que você ouviu, por exemplo, receber informações sobre direções perguntando a um orientador invés de olhar um mapa do local onde deseja se guiar, se este for o caso, vale a pena fazer maior uso do seu celular, grave as aulas dos seus professores, ao acabar uma sessão de estudo, invés de simplesmente revisar suas notas, grave áudios resumindo e explicando o assunto, deste modo você poderá escutá-los e relembrar rapidamente o assunto a caminho de sua prova.

Buscar podcasts sobre o assunto que você está estudando, ou mesmo procurar um livro no audible (www.audible.com) podem ser formas incríveis de aprender e que complementam suas experiências, além disso, busque debater o assunto com seus colegas, discutir e mesmo ensinar ou explicar para os seus grupos de estudo o que está aprendendo, todos estes passos devem lhe ajudar a ter uma maior retenção do conteúdo.

  1. Entenda sua motivação

Por que diabos eu estou estudando isso? Essa pergunta provavelmente já cruzou sua mente em algum momento da sua vida acadêmica. E muito provavelmente, se motivar para estudar o assunto que originou essa pergunta foi algo mais dificil para você. Hoje mais que nunca, não basta apenas estudar para prova, é importante absorver o conteúdo e entender a sua utilidade na sua carreira da forma mais prática e tangível o possível, se não clarearmos para nós mesmos a razão de estarmos estudando, desenvolvendo aquela competência, ou participando da graduação que estamos, todo o estudo se torna mais desgastante. E talvez, de fato, alguma cadeira ou assunto não tenha utilidade para sua carreira, e se na sua reflexão você concluir isso, invista-se em aprender coisas que agreguem para o seu desenvolvimento pessoal e lhe empoderem no alcance de seus sonhos e objetivos.

 

E como eu faço para lidar com os estudos que não me fazem sentido, mas que preciso enfrentar de alguma forma? (cadeiras chatas, ENEM, assuntos em concursos, etc.) busque formas como estes desafios se conectam ao seu objetivo final, diploma, crescimento profissional e afins. E caso não consiga encontrar uma forma de racionalizar o sentido daquele conteúdo na sua vida de forma alguma e precisar enfrentá-lo. Crie mecanismos de auto motivação, se recompense por estudar, de desafie, faça apostas, poste nas suas mídias sociais, tudo vale para se motivar!